Durante este tempo de incertezas e no qual todos nos deparámos com desafios peculiares, é normal sentir preocupação e ansiedade. Tal como os adultos, também as crianças se debatem com estes sentimentos. É por isso crucial apoiar os mais pequenos neste momento único. Deixamos-lhe aqui algumas estratégias que pode colocar em prática para gerir a ansiedade e preocupação dos mais novos.

É importante que as crianças percebam que sentir medo e ansiedade é normal, mas não de forma excessiva. Por essa razão é essencial conversar com os mais pequenos sobre o que se passa. Opte por uma abordagem focada em medidas específicas que as crianças podem fazer para que sintam algum controlo sobre a situação, como o ficar em casa e lavarem as mãos frequentemente.

Saliente também que a situação vai melhorar e que todos iremos retomar as rotinas de ir para a escola, passear no parque, etc. Explique que muitas pessoas do governo, médicos, enfermeiras, entre outros estão a trabalhar para ajudar as pessoas doentes.

A acompanhar o diálogo, pode igualmente colocar em prática algumas medidas que vão conferir alguma segurança e tranquilidade às crianças:

– Manter rotinas para acordar, refeições, prática de actividades escolares e de lazer. Esta medida é especialmente importante porque fornece às crianças o sentimento de segurança e previsibilidade.

– Em todas as conversas com as crianças sobre a Covid-19 deve transmitir tranquilidade, segurança e informação adequada à idade da criança.

– Concentre-se nos pontos positivos e muda a perspectiva do “estamos presos em casa” para “estamos juntos em família”.

– Faça uma alimentação o mais saudável e equilibrada possível. Peça ajuda aos mais novos para confecção das refeições.

– Certifique-se de que a criança está a dormir horas suficientes e um sono de qualidade.

– Por fim, promova momentos tranquilos em família como por exemplo ouvir música, jogos de tabuleiro, encenações de espectáculos.